sábado, 14 de janeiro de 2012

Kobra

Durante anos, Kobra se perguntou se seu treinamento em artes marciais iria trabalhar em uma luta real. Mesmo que ele vem praticando suas habilidades em seu New York escola de karatê, ninguém estava autorizado a realmente machucar o outro. Então, ele foi para becos de Nova York para que ele colocar suas habilidades à prova.
No início, ele começou em gangues de rua. Então, ele foi para gangues e traficantes de drogas. A emoção do combate começou a consumi-lo, e ele começou a matar seus oponentes. Ele continuou sua série de assassinatos e saques adicionado à sua lista, quando ele roubou lojas de conveniência e postos de gasolina. Eventualmente, o New York Police Department pegou. Neste ponto, Kobra não tinha idéia de quantas vidas ele tinha destruído.
Kobra quando estava sendo levado centro da cidade, ele ouviu tiros e policiais gritando. Kabal e Kira havia descoberto sobre ele e chegou a induzir-lo para o novo sindicato Black Dragon. Depois de matar os policiais e fugir, Kabal levou Kira e Kobra para Outworld , onde eles trabalhavam para Havik , o clérigo do Caos que havia trazido de volta de Kabal à beira da morte.



Ele aparece em Mortal Kombat: Armageddon  modo Konquest, como Taven é primeiro, protegendo uma ponte com Kira na selva de Botan que Taven precisa atravessar. Kira Kobra como ele abandona começa lutando contra o recém-chegado, acabou escapando depois que ele não consegue detê-lo.
No final de Kobra em armageddon, ele derrota chama e assume o poder dos deuses. Ele exige ainda mais, com arrogância, que os Deuses Elder dar-lhe controle sobre todos os reinos. Eles fazem isso, mas insistem que ele deve ter uma rainha para governar ao lado dele, como todo rei precisa de um. Kobra pareceres favoráveis eleescolhe Kira para ser sua rainha, e os deuses mais velhos transformá-la em uma deusa da morte. Quando Kira beijou Kobra, ele é transformado em um monte de cinzas, como uma lição para todos os outros que fazem exigências de seres supremos como o Elder Gods. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário